Publicado em

Farinhas sem Glúten

farinhas-sem-gluten

Muitas pessoas possuem restrições alimentares e dentre elas está a intolerância ao glúten, que pode ser diagnosticada como doença celíaca. Conheça algumas opções de farinhas que não contém glúten.

É uma doença do intestino delgado que pode afetar até 1% da população, sendo que o principal tratamento está em manter uma dieta isenta de glúten.

O glúten é a proteína essencial encontrada em alimentos à base de trigo, centeio, cevada, aveia, malte. Esses alimentos se tornam tóxicos para os intolerantes, provocando uma lesão no intestino delgado e impedindo a absorção adequada dos alimentos.

Como eu recebo muitos comentários de leitores que possuem essa intolerância ou sensibilidade e têm muitas dificuldades em substituir a farinha de trigo em algumas receitas, hoje vou dar algumas opções de farinhas sem glúten, para manter uma dieta saudável e rica em nutrientes.

farinhas-sem-gluten-blog-da-mimis-michelle-franzoni-2

As farinhas sem glúten podem ser usadas em bolos tortas, panquecas, massas em geral, para engrossar caldos, na fabricação de pães e biscoitos, e podem também ser combinadas entre elas.

Um fator importante a lembrar é que algumas farinhas sem glúten são pobres em fibras e têm alto índice glicêmico, o que atrapalha no emagrecimento. Para compensar isso, devemos acrescentar na receita alimentos ricos em fibras e com baixo índice glicêmico, como sementes e oleaginosas, ou uma fonte de proteína magra por exemplo.

Outra ponto importante é que é o glúten que confere maciez e fofura aos bolos e outros tipos de receitas, portanto algumas farinhas podem deixar as receitas mais pesadinhas, o que é normal. Nesse caso, é comum ser  acrescentada à receita a goma xantana, encontrada em casas de produtos naturais, que ajuda na textura da massa.